* Processo revolucionário que se desenrola na Inglaterra no séc. XVII, e tem raízes socioeconômicas ocorridas no século anterior.
* Dinastia Tudor (1485-1603), política mercantilista ajuda a Inglaterra a se transformar em uma grande potência econômica. Liderava a produção têxtil e de carvão, e sua marinha mercante só era menor que a da Holanda.
* Comerciantes, industriais e armadores constituíam uma burguesia prospera e atuante.
 
Mudanças na Sociedade Inglesa
* Capitalismo difundia-se também no campo, aonde a nobreza rural chamada de Gentry enriquecia praticando a agricultura comercial.
* Os Yeomen também prosperavam, juntos a gentry e os yeomen vendiam lã e gêneros agrícolas para os quatro cantos do mundo. Para continuar produzindo em larga escala eles começaram a cercar seus domínios, expulsando os camponeses. Pratica essa que recebeu o nome de Cercamentos. Eles também compravam terras e assim foram acumulando terras. No campo, enquanto os yeomen prosperavam, camponeses empobreciam e expulsos de suas terras, transformavam-se em mão de obra barata para as manufaturas, estaleiros e oficinas.
* Assim, Londres tinha de um lado uma burguesia rica, e de outro uma massa de trabalhadores urbanos e desempregados. A maior parte da Burguesia via como prejudicial a política regulamentadora e monopolista inglesa.
 
Absolutismo de Stuart
* Jaime I (1603-1625) se apoiou no Direito Divino dos Reis, e ordenou que todos os seus súditos seguissem o Anglicanismo. Além de adotar uma política tributária extorsiva, que leva a uma forte reação do Parlamento.
* As disputas entre o Parlamento e a Monarquia prosseguem pelo reinado de seu filho e sucessor Carlos I (1625-1649). Em 1628, Parlamento consegue aprovar a Petição de Direitos, que julgava ilegal qualquer tributação sem seu consentimento e condenava prisões arbitrarias.
* Em Represália, Carlos I governa 11 anos sem convocar o Parlamento, e toma inúmeras medidas arbitrarias: Restauração de impostos; concessão de monopólios; novos impostos, taxas e multas.
* Vários protestos desencadeados em todo o país, muitos líderes da oposição são presos e mortos.
 
Revolução Puritana
* Em 1640, Carlos I convocou o Parlamento para o aumento de impostos para sustentar uma guerra contra os escoceses. Parlamento, por sua vez, aproveitando-se da emergência, anulou os impostos que o rei havia criado e votou um ato que impedia a dissolução do Parlamento sem a aprovação dos parlamentares.
* Vendo seu poder ameaçado, Calos I invade com sua guarda pessoal a Câmara dos Comuns, para prender os líderes da oposição, porem estes já haviam saído e se juntado as forças puritanas que pegaram em armas. Começava assim uma guerra civil que durou de 1642 a 1649.
* Alta nobreza, alguns Burgueses monopolistas e membros do Clero anglicano e católico ao lado do Rei.
* Burguesia manufatureira e mercantil, Gentry e yeomen, de religião puritana, ao lado do Parlamento.
* Exercito Parlamentar venceu diversas batalhas e entre os fatores para isto podemos destacar: Superioridade bélica e numérica e remodelação promovida pelo general Oliver Cromwell (promoção por merecimento e não nascimento).
* Exercito do Parlamento vence definitivamente as tropas reais em 1645, na Batalha de Naseby, e declara a monarquia desnecessária, opressora e perigosa. É proclamada a República, com Cromwell a sua frente.
 
República de Cromwell
* Autoritário, sufocou levantes católicos, separatistas escoceses e puritanos irlandeses.
* Confiscou terras do Rei e da Igreja e as vendeu para os burgueses, gentry e yeomen.
* Publicou o Ato de Navegação em 1651, que atingem o comercio holandês e provoca uma guerra entre os dois países, e com a vitória em 1654, Inglaterra assume a liderança do Comercio Marítimo.
* Cromwell aproveita-se do momento e torna seu cargo vitalício e hereditário, como Lorde Protetor da Inglaterra, Escócia e Irlanda (1653).
* 1658, Cromwell morre e seu filho Ricardo Assume o poder.
> Restauração da Monarquia
* Ricardo não tinha o apoio do exército e se mostrava incapaz de tecer alianças.
* Movimentos políticos-religiosos puritanos se organizam e pressionam por mudanças:
* Niveladores - Exercito Parlamentar - Defendiam o direito a voto a todos os homens, poder total a Câmara dos Comuns, separação entre Igreja e Estado, fim do dizimo e proteção a pequena propriedade.
* Cavadores - Reforma Agraria Radical.
* Temendo a força desses movimentos, o Parlamento aprovou a volta da monarquia, com o filho de Carlos I como soberano. Carlos II sabia que era rei por vontade do Parlamento, mas insistia no Direito Divino, que acaba por promover novas tensões entre Monarquia e Parlamento.
* Jaime II, seu sucessor tentou impor o catolicismo e tentou se aliar a Luís XIV, da França, a Monarquia mais absolutista e forte da Europa.
 
Vitória do Parlamento
* Parlamento reage convidado o holandês Guilherme de Orange, genro de Jaime II para ser Rei. Em 1688, ele entra na Inglaterra com seu exército, destrona o sogro e assina a Declaração de Direitos em 1669 (BILL OF RIGHT, vigente até hoje), que limitava o poder do Rei, conferia poder e garantias ao Parlamento e assegura direitos e liberdades civis a todos os cidadãos da Inglaterra.
* Movimento conhecido como Revolução Gloriosa, inspirada nas Ideias de John Locke, favoreceu o Capitalismo, a expansão dos negócios da Burguesia, da Gentry e ajuda a entender o pioneirismo inglês na revolução industrial.

Revolução Inglesa

Educando Mais! Todos os direitos reservados - © 2019 Educando Mais! 
  • Facebook
  • Canal Educando Mais!
  • Instagram
  • Rádio Educando Mais
  • Rádio Educando Mais
  • Rádio Educando Mais
  • Rádio Educando Mais
  • RSS ícone social
E-mail do Educando Mais!
WhatsApp do Educando Mais!