12. America e África: aspectos gerais

América
Aspectos Gerais
 
Segundo maior em extensão: 42189120km², possuindo 35 países, com grande diversidade cultural e natural. É banhado a leste pelo Oceano Atlântico, e a oeste pelo Oceano Pacífico. Se estende de Norte a Sul, no hemisfério ocidental e é conhecido como “Novo Mundo”, devido à chegada dos europeus no século XV, tendo seu nome sido uma homenagem ao navegador Américo Vespúcio. Possui uma população de pouco mais de 1 bilhão, distribuída de forma desigual, sendo o terceiro continente mais populoso. Os países mais populosos são os Estados Unidos, Brasil, México, Colômbia e Argentina. Sua população é formada por mestiços, Imigrantes europeus, asiáticos, afro descentes e indígenas. Possui grande amplitude referente ao desenvolvimento econômico, com países ricos e desenvolvidos, e países com graves problemas sócio econômicos.
 
Aspectos regionais
Possui duas principais divisões, a Geográfica (América do Norte, América Central e América do Sul) e a Socioeconômico e cultural (América anglo-saxônica e América Latina).
Na América anglo-saxônica (Estados Unidos e Canadá) colonizado por ingleses e franceses, se apresentam melhores indicadores socioeconômicos, e maior PIB. Já na América Latina, colonizado por Portugueses e Espanhóis, encontra-se países com grande desenvolvimento econômico, mas com graves indicadores sociais, caso do Brasil e México. Esta região também sofre a herança de diversas ditaduras militares, de grande repressão política, risco de prisões arbitrárias, tortura e desaparecimento de presos políticos.
A partir de 1980, há uma lenta transição para governos Democráticos, porém apresentando até hoje, pouca estabilidade. Está “relativa” estabilidade econômica apresentada, não esconde o fato de que muitos países latinos, ainda dependem das exportações de produtos primários com pouco valor agregado, importando produtos industrializados. No caso do Brasil, México e Argentina, a industrialização ocorre com capital estrangeiro, sobretudo no início do séc. XX. São comuns problemas como como corrupção e perseguição política nos países da região, demonstrando a instabilidade política, e a imaturidade democrática.
 
América do Sul
Conta com uma área de aproximadamente 18 milhões de km², limitando-se a Leste e ao sul com oceano Atlântico, a oeste com o Oceano Pacífico, e ao norte com Mar das Antilhas, se encontra totalmente a oeste do meridiano de Greenwich, sendo cortada os dois importantes paralelos, linha do Equador ao norte, e trópico de Capricórnio. Relevo apresentando poucos acidentes geográficos, entre eles: Estreito de Magalhães; Ilhas Malvinas ou Falklands
Em relação à ocupação, a Cordilheira dos Andes foi palco de duas das mais importantes civilizações do continente, Quíchua e Aimará (Incas), não sendo reinos nem nações, constroem um império que atinge cerca de 3 mil Km² de extensão. Neste modelo de civilização, havia total conhecimento do local por parte da sociedade, com trabalho bem distribuído e técnicas de produção adaptadas ao relevo montanhoso. Grandes cidades e edificações, algumas delas difícil acesso, foram construídas, além de um sistema eficiente de estradas, frequentemente cavadas em montanhas, que ligaram as cidades do Império. Alguns historiadores afirmam a existência de um sistema primitivo de “Seguridade Social”, já que não faltava alimentos para os habitantes nos momentos de seca ou baixa produtividade. Em 1532, Francisco Pizarro González, e um pequeno grupo de soldados espanhóis, invadiram e dominaram o império, levados por inúmeras histórias referentes há grandes reservas de ouro. A rápida dominação se dá ao fato de inúmeras guerras civis dentro do Império Inca, que buscavam a substituição o Imperador Atahualpa, morto por Francisco Pizarro. A ocupação espanhola, somado ao fato das inúmeras culturas presentes, acaba por gerar grande diversidade cultural, mas resulta também, no genocídio de diversos povos nativos.
Referente ao aspecto econômico, diversos países Sul América compartilham do mesmo processo histórico, e mantém a dependência de Capital estrangeiro, além de apresentar em grandes diferenças em relação ao desenvolvimento socioeconômico. Países como o Brasil, Argentina e Chile destacam-se com uma economia industrializada e diversificada, com produção Internacional, superando em alguns aspectos países economicamente desenvolvidos, porém existem países com uma fraca industrialização, Agro dependentes, que mantém relações de dependência com países desenvolvido. Caso do Paraguai, Bolívia, e as guianas.
Quanto aos aspectos físicos, apresenta grande diversidade, destacando a Cordilheira dos Andes com aproximadamente 8 mil km distensão, intensa atividade sísmica e vulcânica, paralelamente ao Oceano Pacífico. Destacam-se também os maciços antigos junto à costa do Atlântico e planalto aplainados pela erosão na porção central que sofreram erosão ao longo do tempo, e por estarem localizadas no meio da placa sul-americana apresentam relativa estabilidade geológica, como o planalto das guianas, o grande Planalto brasileiro, e o planalto da Patagônia. A hidrografia Sul Americana está entre as maiores do mundo tanto em volume de água, fato esse que se explica pelo predomínio de climas quentes e úmidos grande parte do território, destacando-se as bacias do Amazonas, a platina e a do Rio Orinoco.
A bacia amazônica é a maior do planeta, tem como rio principal do Amazonas que percorre cerca de 7 mil km, e deságua no Oceano Atlântico sendo ele o maior rio do mundo em volume de água e extensão. em grande parte apresenta trechos navegáveis e alto potencial hidrelétrico.
A bacia Platina é formada por três principais rios, o Paraná, Paraguai e o Uruguai, os três em grande parte navegáveis e com alto potencial hidrelétrico. Os três rios são responsáveis pela integração os chamados países platinos (Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina), e se torna o principal canal exportador desta região.
O rio Orinoco é a terceira maior bacia hidrográfica da América do Sul, sua extensão atravessa dois países, Colômbia e Venezuela até desaguar no  Oceano Atlântico na costa venezuelana.
Com relação ao clima e vegetação o predomínio de climas quentes e úmidos propicia o surgimento de variadas formações vegetais, caracterizados em sua maioria pela densidade e heterogeneidade e sua composição vegetal. Latitude e altitude, além das correntes marítimas são fatores predominantes para a diversidade climática da região, na porção central do continente, afastada da Cordilheira dos Andes predomina o clima quente e úmido. Na porção mais ao sul predomina clima temperado e subtropical. Há também a existência de climas desérticos com o Deserto do Atacama no Chile, e áreas com vegetação e clima equatorial, tendo como exemplo a Amazônia, de clima quente e úmido e uma vegetação densa e de grande porte.
América do Sul pode ser subdividida em quatro sub regiões a partir de aspectos físicos, naturais humanos históricos, são eles:
  • Os países andinos: grupo de seis países (Venezuela, Colômbia, Bolívia, Equador, Peru e Chile) que são atravessados pela Cordilheira dos Andes, e possuem uma economia dependente do setor primário (agricultura e mineração), possuem em geral uma população mestiça, baixos indicadores sociais, e má distribuição de renda,  com exceção do Chile.
  • Países platinos: grupo formado de três países (Argentina, Uruguai e Paraguai) atravessadas pela Bacia do Prata, e durante a colonização formaram o vice-reino do Rio da Prata. Possuem diferenças socioeconômicas, sendo Argentina e Uruguai mais desenvolvidos economicamente, apesar de ser encontrado nos três países problemas de ordem socioeconômica.
  • Guianas: grupo composto por dois países e um território (Guiana, Suriname e Guiana Francesa), localizado ao norte da América do Sul, não sofrem colonização espanhola ou portuguesa. População pouco numerosa e tendo o setor primário maior destaque econômico.
  • Brasil: maior país da América do Sul, caracterizado como o mais populoso, único de colonização Portuguesa e mais desenvolvido economicamente.
 
América Central
Esta região pode ser dividida em duas porções: a Continental, faixa de terra que liga América do Sul ao México, e a insular, compreende o conjunto de ilhas dispostas em forma de arco o chamado mar do Caribe.  América Central insular possui uma área de aproximadamente 550 mil km², sendo banhado a oeste pelo Oceano Pacífico e a leste pelo Oceano Atlântico. Apresenta sete países:  Panamá, Costa Rica, Nicarágua, El Salvador, Honduras, Guatemala e Belize. A América Central insular é formada por um conjunto de arquipélagos situados no mar do Caribe ou das Antilhas, ocupando uma área aproximada 225 mil km²,  sendo dividida em três principais áreas: 
  • Grandes Antilhas: formada por quatro países em um território (Cuba, Jamaica, Haiti, República Dominicana e Porto Rico).
  • Antilhas: Ilhas menores constituídas por oito unidades administrativas (Antígua e Barbuda, São Cristóvão e Nevis, Dominica, Santa Lúcia, São Vicente e granadinas, Granada, Barbados e Trinidad e Tobago)
  • Bahamas: arquipélago formado de aproximadamente 700 ilhas situadas entre Cuba e estados Unidos.
A ocupação da região se dá principalmente pelos espanhóis colonizadores, com exceção de Belize que será colônia britânica até 1981. A população absoluta da região é de aproximadamente 40000000 de habitantes, sendo bem diversificada, possuindo grande crescimento vegetativo e altas taxas de natalidade. O desinteresse por parte dos colonizadores uma sobrevivência de grande parte das populações indígenas pelo menos até o século XIX, explicando assim a predominância de indígenas e mestiços na composição étnica local sendo as sessões a Costa Rica de maioria branca e Belize de maioria Negra. Já a parte insular dominada por muito tempo sendo alvo de disputa entre Ingleses franceses e holandeses.
Há uma grande influência espanhola na grande maioria dos países, sua economia baseada na exploração, ainda hoje demonstra dependência para com os países desenvolvidos.
Antilhas ou insulares, os países dessa região possuem uma economia basicamente agrária com maior participação no setor primário, receitas geradas pela exportação de produtos agrícolas, indicando o atraso econômico na região. Atividade industrial pouco desenvolvida restringindo-se a produtos destinados a consumo como têxteis e alimentos. Guatemala e Nicarágua, possui seus polos industriais, assim como o Panamá, possui grandes empresas petrolíferas em função de isenções fiscais. Aliás, o Panamá se destaca possuir o canal, construído com dinheiro americano ligando o Oceano Atlântico ao Pacífico, encurtando distâncias sobretudo para os barcos americanos. Após anos sob controle americano em 1999, o Panamá recupera autonomia sobre a região e o controle sobre o canal. Tanto na parte Insular Continental facilmente encontrado e sociais relativos à desigualdade social e ao baixo padrão de vida.
Educando Mais! Todos os direitos reservados - © 2019 Educando Mais! 
  • Facebook
  • Canal Educando Mais!
  • Instagram
  • Rádio Educando Mais
  • Rádio Educando Mais
  • Rádio Educando Mais
  • Rádio Educando Mais
  • RSS ícone social
E-mail do Educando Mais!
WhatsApp do Educando Mais!